A Remedy Entertainment continua aprimorando a experiência em Alan Wake II, lançando uma nova atualização, a 1.0.16.1, repleta de correções e melhorias gerais para o survival horror. Através de suas redes sociais, o estúdio anunciou oficialmente o lançamento dessa atualização focada em aprimorar o desempenho do jogo.

Estamos otimizando a versão para PC de Alan Wake 2 e, como resultado, os requisitos mínimos de sistema do PC foram reduzidos. Por favor, verifique a imagem atualizada! Essas mudanças entram em vigor com a atualização 1.0.16.1, já disponível para PC. Alan Wake 2 na Epic Games

Uma boa notícia para os jogadores de PC é a redução dos requisitos de sistema após essa última atualização. Os requisitos iniciais do sistema para Alan Wake II incluíam uma placa de vídeo GeForce RTX 2060 como mínimo.

No entanto, com essa nova atualização, o requisito mínimo foi ajustado para uma GeForce GTX 1070. Isso abre portas para uma gama mais ampla de jogadores aproveitarem o jogo sem comprometer a qualidade visual.

A imagem compartilhada pelos desenvolvedores detalha os requisitos atualizados para março de 2024, proporcionando uma visão clara das especificações necessárias para uma experiência ideal. Essa mudança visa garantir que uma variedade maior de sistemas seja capaz de rodar Alan Wake II, tornando-o mais acessível.

É importante destacar que a Remedy Entertainment está fortemente empenhada em oferecer suporte constante ao jogo, indo além das correções de bugs. Os desenvolvedores também estão trabalhando em duas expansões de história para Alan Wake II, que prometem expandir ainda mais o enredo do título.

Alan Wake II, lançado para PC através da Epic Games Store e disponível nos consoles PlayStation 5 e Xbox Series S|X, continua a cativar os fãs do gênero com sua narrativa envolvente e atmosfera de terror.

Com a dedicação da Remedy Entertainment em fornecer melhorias contínuas e conteúdo adicional, a experiência de Alan Wake II continua a evoluir, proporcionando aos jogadores uma jornada de horror envolvente e cada vez mais acessível.

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *